sexta-feira, 23 de abril de 2010

Ide, batizai, fazei discípulos e ensinai!

Conheça um pouco sobre a atuação missionária da Igreja Metodista

Essas ordens dadas por Jesus aos discípulos em Mateus 28 são chamadas de a Grande Comissão. Uma das preocupações da Igreja Metodista é fazer cumprir essa Missão, mas como e onde? Pode ser no país, no exterior, na igreja local, vizinhança... Em qualquer lugar se pode fazer missão!

O ministério de Evangelização ou Expansão Missionária da igreja local deve ter seu Plano de Ação definido no início do ano, ou seja, quais as estratégias evangelísticas para o ano vigente? Culto ao ar livre? Visitas? Evangelismo pessoal? Série de conferências missionárias? Existem várias alternativas para o desenvolvimento desse ministério: cadastro de visitantes nos cultos e um contato posterior agradecendo a presença, visitas em hospitais, asilos, presídios... até a abertura de um Ponto Missionário ou Congregação.

Embora a abertura de um ponto missionário ou congregação seja uma decisão da Igreja Local, é preciso estar atento para algumas questões. É preciso ter o parecer do Superintendente Distrital (SD) e ser regulamentado pelo Concílio Regional, que irá credenciar o seu funcionamento. Para que a igreja receba este credenciamento, de acordo com os Cânones (Art. 122), precisa obedecer a alguns critérios como, por exemplo, apresentar capacidade de exercer os atos de piedade e misericórdia; contar com atuantes ministérios de Administração, Ação Social e Trabalho com Crianças e, dispor de pessoas disponíveis e recursos financeiros para o seu funcionamento, incluindo remuneração pastoral e quotas orçamentárias.

Os chamados "Campos Missionários Regionais", ou seja, "todo trabalho que a Igreja Metodista realiza, por iniciativa da administração Distrital, Regional ou Geral" (Art.106 § 1º), são criados pelos Concílios Regionais ou por ele recebidos pelo Concílio Geral. Estes campos estão sob a responsabilidade das respectivas regiões. Portanto, cada região eclesiástica desenvolve um projeto missionário específico que visa cumprir a Missão designada por Jesus. Vejamos alguns projetos de algumas regiões: 


Projeto Três Dias para Jesus, da Rema: proclamação, louvor e ação social reunidos num único evento.
Uma das formas que Região Missionária da Amazônia (REMA) encontrou para fazer a missão foi o Projeto Missionário 3 Dias Pra Jesus que, realizou sua sétima edição no ano passado. Seu objetivo principal é anunciar as Boas Novas do Evangelho, colaborar na construção de templos, contribuir com a cidadania por meio dos cursos de capacitação, divulgar as atividades e presença metodista na comunidade em torno da Igreja Local, fortalecer a Igreja Local em sua Ação Missionária entre outras atividades na área da saúde.

Outro projeto administrado pela REMA é o Barco Hospital que realiza viagens missionárias ao longo do ano com o apoio de voluntários nacionais e internacionais que prestam atendimento comunitário na região dos Rios Madeira e Canumã, onde a Igreja mantém projetos comunitários através de convênio da AMAS - Manaus e a organização Visão Mundial.

Barco Hospital: atendimento médico e evangelização às populações ribeirinhas da Amazônia.
A REMNE também desenvolve vários projetos missionários, dentre eles, o Voluntários em Missão (VEM). O objetivo do VEM é que as pessoas possam compartilhar seus talentos e dons em atividades missionárias, como, por exemplo: construção e reformas de igrejas, espaços pedagógicos e educação cristã, atividades na área da saúde, educação cristã para adultos e crianças, entre outras atividades. Se você sente esse chamado de Deus em voluntariar-se com a Missão na Remne entre em contato pelo seguinte e-mail: vim_remne_brazil@yahoo.com.br ou acesse: www.remne.metodista.org.br para saber mais o dia-a-dia do VEM.

Evangemed e o projeto "Momento de Deus", prática de evangelização integral organizada por Jovens da I Região.
Um dos projetos missionários desenvolvidos na Primeira Região Eclesiástica é o Evangemed que é baseado no Instituto Central do Povo (ICP) em convênio com o Concilio Mundial Metodista. Este projeto é equipado com dois traillers especiais com equipamento médico e dentário para servirem de apoio às comunidades do Rio de Janeiro, além de outras clínicas fixas e parcerias de saúde. O objetivo do projeto é agir como uma agência facilitadora na área de saúde integral de acordo com os padrões estabelecidos pela Organização Mundial de Saúde (OMS) e Igreja Metodista. Para saber mais acesse o site http://expansaomissionaria.org.br/.

Na Segunda Região, o Projeto Missionário Regional já está em sua quinta edição. Ele acontece sempre no último final de semana de julho para coincidir com as férias. Este projeto que teve início na cidade de Rio Grande (Campo Missionário Regional) com cerca de quarenta pessoas e, a cada ano, o número de participantes cresce. Na última edição em Itaqui foram contabilizadas 105 pessoas de fora da cidade apoiando a missão. A próxima beneficiada será a cidade de Pelotas. O Projeto é desenvolvido como uma programação do MAE (Ministério de Apoio Episcopal) e realizado com o apoio dos Ministérios e Federações da 2ª Região. Segundo o Secretário Executivo da AIM - 2ªRE, Rev. Marcelo Montanha Haygertt, o projeto está caminhando para se tornar semelhante ao Uma Semana Para Jesus: "Temos procurado durante os projetos, unir ações comunitárias com trabalho evangelístico. Nas edições anteriores tivemos algumas atividades sociais durante o dia, enquanto equipes de evangelização realizavam seu trabalho. Este projeto sempre é orientado e supervisionado pelos SDs da Região (...) estamos na busca de uma fórmula que possa unir estes dois conceitos tão fundamentais para nós metodistas".

A Quarta Região desenvolve, entre outras atividades, o Projeto Missionário Passa à Macedônia, como o apoio das Sociedades de Mulheres e Homens, que em 2008 esteve no Campo Missionário de Medina. Foram mais de 400 pessoas reunidas com o intuito de levar às Boas Novas ao povo mineiro Medinense. Este não é somente um projeto missionário, mas de revitalização e consolidação de campos missionários regionais rumo ao seu auto-sustento, autogoverno e autoproclamação. Sua próxima edição acontecerá em Varginha, Campo Missionário do Sul de Minas.

Na Quinta Região O Projeto Semana Pra Jesus, o pioneiro das "semanas" que acontecem em outras regiões, tornou-se instrumento de expansão missionária.Este projeto também é uma ótima oportunidade que os membros e clérigos encontram para fazer a missão através dos dons concedidos por Deus. As atividades variam desde cortes de cabelos, atendimento na área da saúde a construção de templos.

Na Área Geral da Igreja Metodista as campanhas nacionais de Oferta Missionária e de Evangelização são realizadas anualmente e organizadas pela Coordenação Nacional de Expansão Missionária (CNEM). Ambas desenvolvem um papel extremamente importante para o desenvolvimento missionário nas igrejas. Dentre outras atividades a CNEM também é responsável em oferecer suporte aos missionários que são selecionados das Regiões para projetos missionários no país e exterior; buscar parcerias com Igrejas no Brasil e fora dele para expansão missionária da Igreja Metodista.

Bispo Stanley Moraes e o missionário Cizi Manduca, na Aldeia Maruway, em Roraima.
O missionário indígena Cize Manduca é quem lidera a comunidade, onde vivem cerca de 150 índios da etnia macuxi.

A Igreja Metodista tem um trabalho de evangelização entre os macuxis há mais de 15 anos e tem procurado apoiá-los também em suas necessidades materiais: perfurou um poço artesiano de 132 metros de profundidade e construiu uma caixa d´água com 10 mil litros de capacidade que, através de um gerador, leva água encanada para todas as casas da aldeia. A Igreja Metodista também mantém os projetos indígenas Tapeporã e Eirunepé, entre outros. Estes projetos recebem apoio da Expansão Missionária da Área Geral, e são desenvolvidos por suas respectivas regiões.

Aqui você viu apenas alguns exemplos do imenso campo missionário que se estende no Brasil e exterior. E a sua igreja, que campos missionários ela está enxergando para este ano?

Pr. José Geraldo Magalhães Jr.
Fonte. Publicado originalmente no Jornal Expositor Cristão e www.metodista.org.br

2 comentários:

Arnaldo Ribeiro on quinta-feira, janeiro 06, 2011 5:50:00 AM disse...

FORJANDO OS VERDADEIROS DISCIPULOS DE CRISTO POR AMOR À CAUSA DOS JUSTOS:
O ESPÍRITO DOS SANTOS PROFETAS DESPERTA OS DISCIPULOS DO CRISTO VIVO, REVELANDO O QUE ESTÁ ESCONDIDO NAS PARÁBOLAS BÍBLICAS: (RM.9.1) – Digo a verdade em Cristo, não minto, testemunhando comigo, no Espírito Santo, a minha própria consciência; (RM.10.11) – porquanto a Escritura diz:
(MT.15.18) – E chamando Jesus os seus discípulos, disse: (MC.14.41) Ainda dormis e repousais? Basta! (LC.8.10) - A vós outros é dado conhecer os mistérios do reino de Deus; aos demais, fala-se por parábolas, para que, vendo, não vejam, e, ouvindo, não entendam: (HB.12.25) - – Tende cuidado, não recuseis ao que fala; (LC.10.24) – pois eu vos digo que muitos profetas e reis quiseram ver o que vedes e não viram, e ouvir o que ouvis e não ouviram; (SL.78.22) – porque não creram em Deus nem confiaram na sua salvação: Vede o que o Espírito Santo nos revela ao recompormos as 116 letras e os 4 sinais, que compõem esta parábola:
(AP.2.7) – QUEM TEM OUVIDOS OUÇA O QUE O ESPÍRITO DIZ ÀS IGREJAS:AO VENCEDOR DAR-LHE-EI QUE SE ALIMENTE DA ÀRVORE DA VIDA, QUE SE ENCONTRA NO PARAÍSO DE DEUS:
(LC,20.17) – Que quer dizer, pois, o que está escrito? Quer dizer que hoje podemos ler, entender e saber ensinar que:
AGORA O CRISTO VIVO ESCREVE ENSINANDO O HOMEM A SER DE DEUS: QUER QUE O ESPÍRITO QUE É DONO DA VERDADE, ESPIRITUALIZE A ALMA QUE É DONA DA JUSTIÇA:
(JB.14.1) – Não se turbe o vosso coração, credes em Deus, crede também em mim; (EC.12.14) – porque Deus há de trazer a juízo todas as obras, até mesmo as que estão escondidas, quer sejam boas quer sejam más. (JÓ.33.3) – As minhas razões provam a sinceridade do meu coração, e os meus lábios proferem o puro saber: (LC.14.27) – E qualquer que não tomar a sua cruz e vir após mim, não pode ser meu discípulo: (JB.21.14) – Este é o discípulo que dá testemunho destas cousas e que as escreveu, e sabemos que o seu testemunho é verdadeiro; (IS.28.26) pois o seu Deus assim o instrui devidamente e o ensina. ((1TS.5.18) – Em tudo daí graças, porque esta é a vontade de Deus em Cristo Jesus, para convosco.

José Geraldo Magalhães Júnior on quinta-feira, janeiro 06, 2011 5:55:00 AM disse...

Obrigado meu irm~çao, por sua contribuição e visita ao Blog. Que a Graça de Deus seja contigo!

Postar um comentário

Faça um blogueiro feliz! Comente aqui!

 

Reflexões pastorais Copyright © 2009 WoodMag is Designed by Ipietoon for Free Blogger Template